Como introduzir a pimenta na dieta de uma criança?


Como introduzir a pimenta na dieta de uma criança?

Crianças normalmente gostam de coisas doces, e por este motivo, sempre relutam em experimentar sabores diferentes, especialmente sabores amargos, azedos ou ardidos, que sempre são mais complicados de serem introduzidos na dieta delas pelos pais.

No entanto, de todos, um dos mais complicados de serem introduzidos na dieta de uma criança é a pimenta, que quase sempre já gera nela algum tipo de repulsa prévia, especialmente por conta dos desenhos animados que mostram personagens cuspindo fogo por causa da própria.

Mas como se trata de um alimento que, além de emprestar muito sabor aos pratos, também apresenta uma série de benefícios à saúde das pessoas, passa a ser fundamental para os pais que a introdução da pimenta na dieta das crianças seja feita o quanto antes.

Por isso, nós vamos dar algumas dicas para que os pais consigam saber como introduzir a pimenta na dieta de uma criança, deixando-a mais saudável e mais propensa a sabores mais exóticos.
pimenta tigela

Opte por variedades menos ardidas

A primeira coisa que um pai que deseja introduzir a pimenta na dieta de uma criança deve ter em mente é que não adiantará nada começar pelas variedades mais ardidas e fortes.

O ideal é procurar pelas pimentas mais leves, que não são tão ardidas, mas que apresentam um sabor mais marcante, pois deste modo, a criança passa a perceber que há tipos diferentes e que nem todos são tão ardidos.

E procure colocar a pimenta em pequenas quantidades nos pratos das crianças, primeiro, sem avisar, para perceber se ela nota a diferença, para depois começar a deixar mais claro que ela está presente, observando a reação dela.

Passe para as variedades para fortes e ardidas aos poucos.

Como introduzir a pimenta na dieta de uma criançaQuando a criança já estiver tolerando e aceitando melhor variedades mais leves de pimentas, talvez já seja a hora de começar a introduzir de vez em quando, uma ou outra variedade mais forte e mais ardida.

Mas é importante sempre ter em mente que isto deverá ser feito aos poucos, para não assustar a criança e para não marcar o seu paladar negativamente, pois se isto ocorrer, dificilmente ela terá coragem de provar uma pimenta mais forte de novo na vida.

Outra dica, para quem deseja habituar uma criança a comer pimenta de vez em quando é começar a colocar na mesa, sempre à disposição de quem quiser, um vidro de molho de pimenta, que começa a criar na criança a familiaridade com o sabor mais ardido.

+ There are no comments

Add yours